Praia limpa é praia boa

Um dos meus passeios prediletos é um belo dia na praia. O sol, as ondas e a brisa refrescante são revigorantes... Você curte uma praia?

Mas uma das coisas mais chatas que podemos ter na praia é o lixo, isso estraga mais do que a chuva. Muita gente pensando em curtir a praia leva comidas e bebidas, mas se esquecem (ou pior fingem) de levar seus resíduos de volta e acabam por deixar na areia. Além de poluir a paisagem, o lixo deixado pode ter contaminantes (como patógenos) que podem impactar na saúde humana e de outros seres vivos da biota local.

Parte desse lixo acaba seguindo por mar adentro e prejudica a vida marinha. Você sabia que os sacos de lixo e plásticos em geral são vistos como fontes de alimentos por diferentes seres vivos? Pois é, as tartarugas confundem o plástico com sua fonte de alimento, as águas-vivas (do filo dos cnidários) e acabam por atacar esse derivado de petróleo. O que acaba por levar a morte de muitas tartaruguinhas por sufocamento.

Só para você lembrar, entre 10 ovos de tartarugas colocados na praia, somente um (01) chega a fase adulta. Imagine então o quanto estamos contribuindo (e muito) para exterminar esses seres vivos. Veja só alguns exemplos ruins que captei:

Lixo no Espírito Santo

Neste verão, as praias ficam lotadas e não é difícil encontrar alguém descartando latinhas, palitos de picolé e sacolas plásticas na orla. A cena se repete até mesmo quando há lixeiras próximas aos banhistas. Resultado: em Vila Velha, a quantidade de lixo gerada nas praias chega a dobrar nesta época, se comparada aos dias fora da temporada. São 1.350 toneladas de lixo recolhidas por mês, uma média de 45 toneladas por dia nas praias de Itapuã, Itaparica, Praia da Costa, Barra do Jucu e Ponta da Fruta. 

Fonte: http://www.vilavelha.es.gov.br/noticias/2015/01/dobra-quantidade-de-lixo-recolhido-nas-praias-de-vila-velha-no-verao-6201

Lixo na praia do Rio São Francisco

Durante o segundo mutirão realizado pela Prefeitura de Pão de Açúcar, na orla fluvial, nesta sexta-feira (23 de outubro), foi retirado da Praia do Velho Chico cerca de 10 toneladas de lixo, segundo informações do secretário Cacau Machado. A limpeza está sendo realizada em toda a extensão da praia de Pão de Açúcar, isto é, na área que compreende o porto das lanchas até a Praia do Cristo. Segundo, ainda, Cacau Machado, o que mais o deixa impressionado é a forma com que as pessoas agridem o rio São Francisco, descartando todos os tipos de material, a exemplo de um vaso sanitário, recipientes de grande porte, garrafas, sacos plástico, vidros, resto de construção e tantos outros materiais.

Fonte: http://minutosertao.com.br/noticia/11132/2015/10/23/dez-toneladas-de-lixo-sao-retiradas-da-praia-do-velho-chico-pela-prefeitura-de-pao-de-acucar

Lixo em Copacabana

Uma campanha de conscientização ambiental coordenada pela Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) e pelo projeto voluntário "Rio, eu amo, eu cuido" mostrou nesta terça-feira (21/jan/2014) a quantidade de lixo descartada nas areias da praia de Copacabana durante o feriado municipal de São Sebastião, na segunda-feira (20). Ao todo, foi reunida uma montanha de 40 toneladas de resíduos.De acordo com a Comlurb, apenas 15 toneladas de lixo foram recolhidas de dentro das lixeiras durante o feriado. Como calculou a companhia, 560 lixeiras haviam sido disponibilizadas na orla. Caso o total de resíduo produzido fosse descartado corretamente, ainda sobrariam 200 lixeiras vazias, segundo a Comlurb.

Fonte: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2014/01/comlurb-expoe-lixo-jogado-nas-areias-de-copacabana-durante-feriado.html

Lixo após o réveillon no Rio de Janeiro

Garis recolheram na manhã desta quinta-feira (1º), após a tradicional festa de Réveillon do Rio, 680 toneladas de lixo, valor 4,36% inferior ao registrado na festa do ano anterior, de acordo com a Comlurb. Apenas na orla de Copacabana, Zona Sul do Rio, local onde houve a maior concentração de pessoas, os garis encontraram muito trabalho: foram recolhidas cerca de 370 toneladas de lixo. Na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, foram 89 toneladas. Já no Piscinão de Ramos, os trabalhadores recolheram 13 toneladas.

Fonte: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/01/680-toneladas-de-lixo-foram-recolhidas-no-rio-apos-reveillon.html

Bom, creio que já vimos quanto lixo é deixado por nós nas praias. Infelizmente esse tem sido um hábito rotineiro e ainda muito longe de acabar com ele. Mas estou certo de que podemos (e devemos!) melhorar esse cenário. Temos que investir em campanhas de educação ambiental e em equipamentos de recolhimento dos resíduos. Olha que legal o cartaz que o pessoal do Aquário de Ubatuba fez sobre a duração de lixo no mar.

 

 

Fonte: http://www.aquariodeubatuba.com.br/cartaz.htm

 

É isso aí, GaleraCult, veja se na Prefeitura da sua cidade existe algum projeto para a proteção das praias. Quem sabe você pode juntar com os seus amigos e ajudar nesse projeto!!!

 

Saiba mais

Meio Ambiente e o (des)matar

Soja, o grão que devasta o meio ambiente

Paulo “Paulinho” Statera

Desde pequeno tive dificuldade de me enquadrar aos padrões; e não era só rebeldia. Ficava mais revoltado com aqueles que não faziam nenhum sentido. Esse comportamento gerou afastamento de meus pais e minha família em geral, com exceção do meu avô, Paulo, que também sempre foi um rebelde… hehehehe. Poucos reconhecem, mas os meus questionamentos não são vazios, são (e sempre foram) coerentes, pois percebo que as pessoas seguem e tomam decisões porque seguem modelos prontos ou porque pensam no curto prazo. Tudo mudou quando conheci um grupo que vive em uma Ecovila, o Gemeinde, que promove relações diferentes entre si e com o meio ambiente. Minha identificação com o grupo despertou meu interesse por Sustentabilidade e essa passou a ser a minha missão: disseminar outras formas de relacionamento entre os seres humanos e com a natureza. Siga-me no Galera Cult e fique sabendo mais sobre críticas a sociedade atual e sobre práticas sustentáveis